Noticias

Vitória da Cidadania:

A deputada Erika Kokay (PT-DF) ocupou a tribuna da Câmara Federal no fim da sessão desta quinta-feira para registrar uma grande vitória dos direitos humanos e da luta contra a homofobia no Brasil. Acórdão inédito do Supremo Tribunal Federal reconheceu o direito de adoção e denomina casais homoafetivos como família.

“A relatora Carmen Lúcia diz que: a homofobia não pode ser disfarçada de interpretações equivocadas da Constituição. E ela diz que as famílias do mesmo sexo são consideradas, sim, entidades familiares, asseguradas pela Constituição”, destacou a deputada. “Portanto, de forma inédita, neste país, nós tivemos o Supremo Tribunal Federal, através da relatora Cármen Lúcia, reconhecendo o direito à adoção e dizendo que lugar de criança não é nos asilos, lugar de criança não é nos abrigos, lugar de criança é onde há a afeto”, acrescentou Erika.

A deputada concluiu sua fala parabenizando a ministra Carmen Lúcia e, principalmente, o casal Toni Reis e David Harrad, que lutavam na Justiça desde 2009 para ter a adoção de sua filha reconhecida: a primeira adoção conjunta movida por pessoas do mesmo sexo na Vara da Infância e da Juventude de Curitiba (PR). O casal tem, ao todo, três filhos. Toni e David, fundadores do Grupo Dignidade, também formam o primeiro casal homoafetivo a ter reconhecida sua união. No próximo sábado, dia 21, eles comemoram Bodas de Prata (25 anos juntos). “Não podíamos estar mais felizes, como casal e como família. Será uma dupla comemoração”, afirmou Toni Reis à equipe do mandato de Erika Kokay.